Vendas no varejo no Brasil acima do esperado

Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp

Com mais um mês de revisões na série histórica, o resultado surpreendeu as expectativas, segundo comentário do time Macro & Estratégia do BTG Pactual digital.

Em linhas gerais, as vendas no varejo restrito referente ao mês de julho avançaram 1,2% m/m (5,7% a/a), versus expectativa de alta de 0,6% m/m (3,5% a/a) do mercado e 1,0% m/m (4,7% a/a) do BTG Pactual.

No varejo ampliado, que inclui veículos, motos, e materiais de construção, o volume de vendas avançou 1,1% m/m (7,1% a/a), acima das expectativas do mercado de recuo de -0,6% m/m (4,0% a/a) e do BTG Pactual de -0,1% m/m (6,2% a/a).

Para o varejo restrito, a aceleração foi impulsionada pelo aumento da circulação de pessoas, que, segundo o Índice Geral de Mobilidade, retornou em julho ao nível pré-pandemia.

Já o varejo ampliado, que tem encontrado dificuldades pelo setor automobilístico, apresentou resultado positivo no mês.

Para os próximos meses, os especialistas do BTG mantém as perspectivas positivas para o âmbito restrito com a prorrogação das parcelas do Auxílio Emergencial até outubro e o avanço da vacinação, que deve permitir uma recuperação da massa salarial a partir da criação de empregos.

Entretanto, dados antecedentes já apontam que o licenciamento da veículos segue com dificuldades e baixos estoques, levando o varejo Ampliado a apresentar dados mais tímidos.

Vale destacar que, parte da surpresa dos dados é reflexo das revisões nos meses anteriores. Para o varejo restrito, o mês de junho foi revisado de -1,7% m/m para 0,9% m/m e maio revisado de 2,7% m/m para 1,3% m/m. Apesar do ajuste baixista em maio, o trimestre de maio a julho fechou em alta robusta de 3,4%

Para o Ampliado, as revisões foram mais marginais, com junho revisando de -2,3% m/m para -2,1% e maio de 3,15% para 3,0%. O trimestre de maio a julho para o Ampliado fechou em 1,9%.

No varejo restrito, 5 das 8 atividades apresentaram queda, com destaque para o segmento de Outros artigos de uso pessoal e doméstico (19,1%), Tecidos, vestuário e calçados (2,8%), refletindo o aumento da mobilidade social.

Mais Conteúdos

Dados de produção industrial dos EUA abaixo do esperado

Os EUA divulgaram os dados de Produção Industrial: -1,3% vs 0,2% expectativa vs..

Equivalência de taxas na Renda Fixa

Muito provavelmente os leitores mais atentos, ao lerem nossa última publicação sobre a..

Reflexões sobre as taxas dos Fundos de Investimentos

No Brasil, somos acostumados a fugir e ter medo de taxas. Isso porque,..