PIB do Brasil durante a pandemia

Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou hoje o Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil referente ao primeiro trimestre de 2021, com alta de 1,2% na comparação com o quarto trimestre de 2020 e de 1% na comparação com o mesmo período do ano passado.

A expectativa, segundo projeções Refinitiv, era de que o PIB tivesse crescimento de 1% no primeiro trimestre de 2021 frente os três meses anteriores, e de 0,8% frente o mesmo período de 2020.

Com o resultado, o PIB voltou ao patamar do quarto trimestre de 2019, período pré-pandemia, mas ainda está 3,1% abaixo do ponto mais alto da atividade econômica do país, alcançado no primeiro trimestre de 2014.

O PIB é a soma dos bens e serviços produzidos no país e, em valores correntes, chegou a R$ 2,048 trilhões. Depois dos recuos no primeiro e no segundo trimestres de 2020, quando a economia encolheu 4,1% afetada pelas consequência da pandemia no Brasil, esse é o terceiro resultado positivo.

A expansão da economia brasileira veio dos resultados positivos na agropecuária (5,7%), na indústria (0,7%) e nos serviços (0,4%).

A balança comercial brasileira teve uma alta de 3,7% nas exportações de bens e serviços, enquanto as importações cresceram 11,6% em relação ao quarto trimestre de 2020.

 

-Por Arthur Spirandelli

Mais Conteúdos

Dados de produção industrial dos EUA abaixo do esperado

Os EUA divulgaram os dados de Produção Industrial: -1,3% vs 0,2% expectativa vs..

Equivalência de taxas na Renda Fixa

Muito provavelmente os leitores mais atentos, ao lerem nossa última publicação sobre a..

Reflexões sobre as taxas dos Fundos de Investimentos

No Brasil, somos acostumados a fugir e ter medo de taxas. Isso porque,..