3 passos para a contratação de um plano de previdência

Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp

Você sabe como contratar um plano de previdência?

1 – Escolha da Modalidade (PGBL ou VGBL):

A modalidade PGBL é indicada para investidores que desejam investir até 12% da sua renda bruta anual tributável e que façam a declaração de Imposto de Renda de forma completa, além de contribuir para o INSS.

Já a modalidade VGBL, é indicada para os investidores que desejam investir mais do que 12% da sua renda bruta anual tributável ou que façam a declaração de Imposto de Renda de forma simplificada.

2 – Escolha da Tributação (Progressiva ou Regressiva):

Na tributação progressiva, o que define o valor a ser pago em IR é o próprio valor a ser resgatado ou o valor a ser pago em renda do plano. Nesse tipo de tributação, o investidor paga 15% de IR no momento do resgate (como forma de antecipação do imposto) e um ajuste na declaração anual de Imposto de Renda (seguindo a tabela de IR para pessoa física).

Já na tributação regressiva, o valor a ser pago em IR está diretamente relacionado com o tempo de permanência de cada contribuição do plano. Dessa forma, quanto mais antiga for a contribuição, menor será a incidência de IR sendo que as alíquotas regridem de 2 em 2 anos (vide tabela abaixo).

3 – Escolha do Produto:

Para realizar a escolha do(s) fundo(s) no qual(is) o seu recurso será alocado, é fundamental que você conheça o seu perfil de investidor entre conservador, moderado e agressivo, e conte com o auxílio do seu assessor de investimentos.

 

-Por Lucas Liso

Mais Conteúdos

Dados de produção industrial dos EUA abaixo do esperado

Os EUA divulgaram os dados de Produção Industrial: -1,3% vs 0,2% expectativa vs..

Equivalência de taxas na Renda Fixa

Muito provavelmente os leitores mais atentos, ao lerem nossa última publicação sobre a..

Reflexões sobre as taxas dos Fundos de Investimentos

No Brasil, somos acostumados a fugir e ter medo de taxas. Isso porque,..